Júlio Marquez

Imagem Bio.jpg

Sinopse

No Trilho da Prudência

Na medida em que a evolução humana atinge as melhorias nas condições de ascendermos a locais onde não o poderíamos fazer sem bom material, e com a rápida propagação das redes sociais cada vez mais viradas para a fotografia, o que tínhamos para explorar nas décadas de 60, 70, 80 e 90 foram objetivos todos ultrapassados, levando-nos nos últimos 10 anos a uma visão bem diferente e descolada do passado. Hoje faz-se o Evereste em velocidade de tal forma que se quebram os céus do mundo em meses, tornamos tudo muito mais acessível. No Trilho da Prudência é um trabalho que visa sensibilizar a sociedade moderna para os perigos da fotografia, em locais inóspitos, de complexo acesso, focado não apenas dentro do nosso Parque Nacional, mas nos envolventes na Península Ibérica. Foca a divergência entre a qualidade de uma fotografia e as redes sociais, e questiona-nos até que ponto estamos dispostos a ir para a conseguirmos. No Trilho da Prudência levaremos ao extremo as possibilidades e soluções que visem a forma correta de circular onde o material nos permite, em segurança. Será que estão preparados para penetrar no Parque Nacional da Peneda-Gerês nos seus dias mais intempestivos? Será que aquele ângulo de Montanha para a fotografia perfeita poderá ser desenhado? Essas e outras questões neste painel do Iris.  

Biografia

Formado em Marketing Digital e Design de Comunicação trocou a azáfama da cidade pela harmonia do Parque Nacional em 2016, onde reside hoje como representante da aldeia comunitária de Fafião e onde desempenha várias funções administrativas, entre elas o desenvolvimento de projetos que visem a sustentabilidade do turismo, conceitos que elevem a aldeia dentro deste cenário do Parque Nacional, a gestão de um dos seus museus e também um trabalho comunitário virado para a população servindo como loja do cidadão de Fafião. A outra sua paixão é a exploração das quatro serras do Parque Nacional, que conhece de fio a pavio. São mais de dez anos a cumprir com a tarefa de elevar esta área preciosa do nosso país através dos meios de comunicação social e das dezenas de páginas das redes sociais que gere, e a orientar e instruir também centenas de pessoas nas suas escarpas, vales e florestas autóctones. Como hobbie para além da fotografia acompanha os vários rebanhos de Cabra Montês que vai estudando particularmente no seu habitat natural.